[Resenha + Filme] Sou Louco por Você

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Depois de não resistir e assistir ao filme Paixão Sem Limites (Três Metros Acima do Céu) pela quarta vez e a Sou Louco Por Você pela segunda, trago para vocês mais uma resenha de livro - republicação - com o comentário de sua adaptação para o cinema.

Título original: Ho voglia di te
Autor: Federico Moccia
Tradução: Sandra Martha Dolinsky
Editora: Planeta
Gênero: New Adult
Páginas: 347
Ano: 2011

Sinopse

Step volta a Roma depois de dois anos em Nova York, para onde viaja a fim de esquecer Babi. Tenta retomar a vida, encontrar amigos, arranjar um emprego, voltar a se relacionar com a família. Porém, logo percebe que algo mudou dentro dele. Quando conhece Gin, uma garota de 19 anos, linda e irreverente, vê suas esperanças se renovarem e volta a acreditar que conseguirá se envolver e se apaixonar. Mas não é fácil esquecer Babi e, quando se depara com ela, sente como se todo o seu mundo cambaleasse... É possível reviver a magia do primeiro amor? Será que conseguimos mudar o ruma de nossa história?

Em Sou Louco Por Você, Federico Moccia presenteia os leitores com um romance delicioso, que fala de desejos, amor e sonhos.

O "fenômeno Moccia" continua: milhões de jovens imitam uma cena do livro e prendem cadeados com seus nomes em pontes de todo o mundo, jogando as chaves em água corrente. Os cadeados dos apaixonados são um maravilhoso exemplo de como a realidade pode imitar a ficção.

Resenha


Stefano, ou Step, é um jovem adulto, que volta a Roma após dois anos de estudos em Nova Yorque. Claro que o motivo real de sua viagem é a dor de cotovelo por ter perdido seu primeiro amor, Babi. Já nos momentos iniciais do livro, Step se mostra uma espécie de galã, contudo, um tipo nada convencional. Repleto de testosterona, ele relembra suas peripécias adolescentes: brigas, sua prisão e, claro, momentos marcantes que viveu com Babi.

Durante a primeira parte do livro, como considerei os dezessete capítulos iniciais, os acontecimentos parecem nada ter a ver com o que está descrito na sinopse do livro, porque Sou Louco Por Você é a continuação do romance juvenil Três Metros Acima do Céu. Nesse trecho, conhecemos diversos personagens e somos envolvidos em subenredos que não fazemos ideia de onde vão dar. Por um longo tempo, parece mesmo que tais cenas aconteceram por acaso, mas o autor termina resolvendo quase todos esses conflitos no final.


A partir do décimo oitavo capítulo, a história começa realmente a nos empolgar. É quando conhecemos Ginevra, ou Gin, uma garota de dezenove anos que tem um comportamento muito peculiar. Ela adora praticar artes marciais, gosta de brigar, de xingar e de ser desafiada, mas tem um temperamento perfeitamente feminino - ao menos segundo a ideia de Step - e se veste super bem. Juntos, esses dois nos fazem viajar em muitas aventuras, todas no limite do perigo e da paixão. Mas a história não fica por aí. Step tem profundos conflitos familiares, o que é dissecado de forma bastante lenta durante todo o livro. Além disso, a família de Babi também tem problemas, e estes são até maiores que os da família de Step.




A princípio, confesso que não gostei muito do livro. O autor xinga bastante e narra com detalhes as cenas impróprias para menores. No entanto, resolvi continuar a leitura porque Federico Moccia tem uma forma de escrever super diferente. Ele narra em primeira e terceira pessoas, tempo presente, só que não nos dá a mínima ajuda para identificar que o narrador foi trocado. Assim, Step está narrando e no parágrafo ou no diálogo seguinte quem narra é Gin, e o narrador volta a ser Step do mesmo jeito que passou a Gin. Federico também não sinaliza quem está falando nos diálogos, de modo que precisamos prender bastante a atenção durante a leitura. A presença dos verbos discendi (disse, fala, murmura...) é quase inexistente, bem como o uso de pronomes pessoais no início das frases - sobretudo, nos primeiros capítulos.


Mas a história, com seu clima divertido e emocionante, realmente me surpreendeu. Step foi progredindo paulatinamente e terminou se tornando um cara transbordante de testosterona, mas muito, muito romântico mesmo. E não foi só isso, a forma como a problemática final foi resolvida envolveu pequenos detalhes que pareceram soltos lá no início do livro. Eu diria que Federico escreveu um desfecho brilhante, e isso apagou a impressão ruim que tive nos capítulos iniciais do livro. E, só pra constar, eu vibrei com o final do pai de Babi!



Sobre o filme, ao contrário do que eu disse a respeito de Três Metros Acima do Céu, prefiro o livro. Continuo achando que a forma como as cenas são apresentadas em ambos os filmes torna os acontecimentos mais compreensíveis e imagináveis do que nos livros, mas os detalhes dessa história que foram perdidos na produção do roteiro para o cinema, em minha opinião, eram realmente indispensáveis. Há uma cena no filme em que Gin (Clara Lago), Hache/Step (Mario Casas), Katina (Marina Salas) e o irmão de Gin brincam com uma mangueira à frente de um outdoor que representa um dos momentos mais lindos no livro. Por mais que a cena tenha sido muito bem produzida e tenha encontrado sentido na história, fiquei meio decepcionada, com a sensação de que o melhor da história me foi roubado.



Entretanto, há várias outras cenas que foram introduzidas e fizeram toda a diferença no enredo. Uma das partes mais emocionantes nessas novas cenas é quando Katina escreve um bilhete para Pollo e sobe no muro do apartamento para queimá-lo e largá-lo ao vento. A cena em que Hache/Step recupera a moto de Pollo também foi perfeita. Quem assistir vai entender por quê.




Por fim, o filme Sou Louco Por Você não superou o filme Três Metros Acima do Céu (Paixão Sem Limites) - embora o livro tenha chegado bem perto disso -, mas é uma história muito boa: romântica, engraçada, dramática. Eu recomendo o livro e o filme para jovens acima dos 16 anos. 



Classificação: 


Livro e Filme

22 comentários:

  1. Sofia disse...:

    Oi Isie! Nossa, não sabia que havia um filme, hehe * sou desatualizada mesmo* mas todos falam muito bem do livro.

    Beijão

  1. Paloma Viricio disse...:

    Opa...Opa! Adoroo suas resenhas. São sempre bem completinhas e bem escritas sem soltar Spoiler. Aii confesso que a trama não me interessou muito. A Gin parece ser uma personagem rebelde que iria amar, sabia? Hum...dessa vez foi o livro que levou a melhor, né? kkkk Também não curto palavrões em livros, acho desnecessário.
    Beijos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma.

  1. Angela Graziela disse...:

    Ainda não li, mas tenho muita vontade
    E não sabia que tinha um filme *-*
    Vou procurar

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

  1. Suzana disse...:

    Deve ser um ótimo filme, eu não conhecia nem o livro!! Mas adorei conhecer :D

    Adolecentro

  1. Helena disse...:

    Olha, sempre quis ler esse livro (é uma coleção, não? Ou as capas desse autor só são parecidas mesmo?) mas tenho medo que seja desses romances bobinhos e previsíveis, não sei de onde vem essa sensação. Mas quem sabe crio coragem qualquer vez ;)
    Beijos
    Helena - https://hassdc.wordpress.com

  1. Jeniffer Yara disse...:

    Eu leio muito sobre o autor, mas ainda não tive oportunidade de ler uma obra dele, Sou louco por você, tanto o livro quanto o filme parecem valer à pena *O*

    Beijos

  1. Effy disse...:

    OI Isie...

    Estou com vontade de ver o filme Tenos ganas de ti..eu já li um livro dele, acho que um pouco de xingamento deve ser natural da narrativa dele..vc disse que ele descreve bastante as cenas impróprias, bom o livro que li dele, tinha muitas cenas descritivas, que poderiam ser resumidas, apesar de serem cenas normais, mas isso pode tornar um pouco cansativo...e quero ver o filme...esses atores são bonitos, tomara que a atuação seja boa...apesar que vc gostou mais do livro, mas na maioria das vezes isso ocorre...

    Bom FDS!
    Bjs
    Ensaios de uma Leitura

  1. Olá Isie,
    Vi a sua postagem e não resisti em deixar um comentário! >.<
    Assisti os filmes, "Tengo ganas de ti" e "Tres mietros sobre el cielo", nada tenho a declarar sobre o "tesudo" Mario Casas, que ator! rs ^^
    Ele me lembrou Alfonso Herrera da novela mexicana Rebelde, não sei por qual motivo... HM³
    Mas enfim! É uma estória tão linda que não tem como não encantar a gente :/, infelizmente fiquei bem deprimida com "Tengo ganas de ti" por mil motivos, torcia pela Babi, mas, ela deu algumas falhas que eu me decepcionei, acabei gostando do novo amor de Hache! >.<
    O livro deve ser ótimo, mas ainda não o li! Vou deixar na lista, assim que possível lerei.
    Ah, tem a versão italiana também, do filme. Vi alguns trailers pelo youtube e até que é interessante e não foge do contexto, mas, eu prefiro a versão espanhola x.x, "que hacer si me enamore por Hache?" *-*
    Abraços, adorei a postagem e o blog! Estou seguindo-a!
    Espero sua visita na minha página para trocarmos "figurinha", haha.

    "inté!", Fanie.

    PRATELEIRA DE BIBLIOTECA.

  1. Raquel Machado disse...:

    Oi flor,
    Adorei a resenha de livro filme...ainda não conheço esse autor mas tenho curiosidade de conhecer sabe...so fiquei meio assim porque a escrita dele parece ser meo confusa pelo que vc disse...nao sabia que esses livros tinham filmes tambem interessante adorei as dicas.
    Bjsss
    Bom restinho de domingo
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br/

  1. Elder Ferreira disse...:

    É difícil passar a essência da obra (a escrita do autor) para as telas do cinema (falo como se eu fosse algum produtor, né), mas é complicado mesmo. No final, o estilo que fica é o do diretor e do autor da obra só se tem a história (que uns ainda fazem o favor de distorcer toda).

    Não conheço o livro nem o filme, mas gostei dessa história do cadeado logo no início da resenha, hehe.

    Um abraço.

  1. Isie, não se comentei com você ainda, mas eu sou uma anta. kkkkk

    Depois de ver sua resenha sobre o filme 1, resolvi assistir, não resisti,
    Mas por algum motivo do destino, vi primeiro o filme 2, achando que era primeiro.
    Estava tudo meio confuso, mas eu achava que em algum momento eles iriam mostrar o que aconteceu no relacionamento anterior do rapaz, mas nada. Então eu notei a burrada que tinha feito. kkkk
    Enfim, depois assisti o primeiro filme também, e confesso, gostei dos dois, mas pra mim o primeiro é bem melhor e romântico! kkkk
    Eu queria que ele tivesse ficado com a outra garota... kkkk :)

    Beijão :)

  1. Paloma Viricio disse...:

    Olá Isie! As violetas de Março é um livro lindo, emocionante mesmo. Obrigada pelos comentários, flor!
    Beijos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma.

  1. Thami disse...:

    Você falou exatamente de tudo que me atrai: história romântica, engraçada e dramática. Fiquei com vontade de ler e ver o filme.

    Xx
    www.likeparadise.com.br

  1. Não li nem ao livro e nem assisti ao filme! E realmente não muito interesse, não faz muito o meu gênero.
    Porém, a resenha ficou ótima Isie
    Davd- Leitor Compulsivo

  1. Lucas disse...:

    Ola Isie,
    Nunca assisti a nenhum filme e nem li nada do autor, apesar dos comentários super positivos. Mas pretendo ler em breve!

    Lucas / Era uma vez
    livrosecontos.blogspot.com

  1. The Lazy Girls disse...:

    Oi Isie ;)
    Eu geralmente (leia todas as vezes) prefiro os livros aos filmes... Eu acho que é um trauma por causa do PJ rsrs
    Não sei pra mim nunca fica tão bom quanto e eu já fico com medo quando vejo que um livro que eu gosto vai virar filme! rsrs

    Adorei sua resenha, - apesar de eu tbm não gostar quando o autor usa muitos palavrões ou coisas hots nos livros - fiquei curiosa com a história e com a narração exótica do autor, me parece um tipo de livro que eu gostaria...

    Tem resenha nova lá no blog, quer ler?
    Desde já obrigada!

    Fallen In Me
    - PatyScarcella

  1. thaismara souza disse...:

    Alguém tem acarta que H escreve para a Gin,achei linda!

  1. Giovana Silva disse...:

    Oiie Isie eu assisti o dois filme são muito lindos mais queria que tivesecontinuação por que eu queria que contase a historia da gin por favor se vc for vc ficar sabendo se vai ter continuação por favor me responde

    #Boa Noite.

  1. Esse Mario Casas é de um talento impressionante! e fora que é lindo d+!
    os dois filmes tem uma dose de td, romance, sensualidade, drama é td mto perfeito, seria tão bom que tivesse a continuação :/

  1. dicasdetreino disse...:

    no filem logo na parte final na exposicao da Gim tem varios quadros do H , fotos dele e da BABi! ela ja o conhecia/?

  1. Neegha'a disse...:

    tem continuação?

  1. Isie Fernandes disse...:

    Oi, Neegha'a.

    Confesso que não sei se há continuação, mas, como Fedrico Moccia é uma incógnita, acredito que seja possível mais um livro sobre Hache, Babi e Gin. Torço para que haja. ;)

Postar um comentário

A sua participação é muito importante. Comente!