A Praia

quarta-feira, 2 de junho de 2010
          A Praia

          
Aquele lugar era muito bonito, uma praia linda, a areia clarinha, as águas azuis do mar e a pura natureza. Uma moça passeava por ali todos os dias, andava de uma ponta à outra. Ela catava conchas e pedrinhas.

Era curioso, uma garota tão jovem e sozinha... Está certo, o lugar era um paraíso desértico. Mas o que a faria repetir sempre aquele mesmo trajeto?

Vi por um momento... O sol escondeu-se, alguns raios ultrapassaram as densas nuvens e iluminaram as águas, que brilhavam, e a moça não notara, não parara. Ela só caminhava, caminhava todos os dias, sozinha.

Qualquer um ficaria intrigado, um cenário tão perfeito e a garota tão jovem... Estava lá, pontualmente, nunca falhava; era somente ela e a praia.

Por que caminhava?

Por que sozinha?

 Dez anos se passaram.

Olho e a vejo, todos os dias...

Ela ainda passeia, pisa na mesma areia, cata as mesmas conchas e pedrinhas, não muda, sempre sozinha.


4 comentários:

  1. Muito bom!!! Perfeito!

  1. Pearl disse...:

    poxa, que triste :/

  1. Pearl disse...:

    ah, Isie, dica!
    tirar a verificação de palavras na hora de comentar... porque eu vou e comento e acho que o comentário já foi, deixo a aba aberta, quando volto olhar, ainda falta confirmar lá huahua
    só uma sugestão

  1. Natália Costa disse...:

    Ow tão triste!
    Amei

Postar um comentário

A sua participação é muito importante. Comente!