[Niver] Palavra de Fé

domingo, 24 de março de 2013

Começando a sessão de republicações de postagens, deixo com vocês um texto que escrevi no dia 20 de novembro de 2011. Trata-se de um artigo da coluna Palavra de Fé. Confiram!

Olá, queridos! Muitas pessoas costumam ir à igreja aos domingo, então, nesta manhã, resolvo trazer mais uma mensagem de fé ao blog. Contudo, em vez de utilizar citações bíblicas, como de costume, falarei sobre minha experiência, algo que li recentemente no livro A Última Música, de Nicholas Sparks, e também vivi. 

Boa meditação! 

________________________________________

Ouça seu interior


Faz um tempinho, eu estava me preparando para fazer meus exercícios físicos matinais, quando senti uma vontade muito forte de orar. Claro que não resisti. Peguei meu violão e comecei a adorar, cantando: 

Sua presença é real aqui neste lugar
Então adorarei
então eu louvarei
Então me renderei totalmente a Ti

Daí, passei a falar livremente com Deus, pedindo perdão pelas minhas falhas, dizendo que gostaria de ter mais momentos como aquele, que aquela experiência não fosse apenas esporádica, mas cotidiana. Pedi que Ele me ajudasse a ser mais constante em orações e busca da Sua presença, a fim de que isso me fizesse crescer em sensibilidade espiritual e assim eu pudesse estar mais disponível a ajudar aqueles a quem Ele me dirigisse para fazê-lo. Depois, passei a orar com meu espírito e, enquanto falava particularidades espirituais com Deus, aconteceu algo que muitas pessoas desejam: eu ouvi a voz do meu Senhor.

Talvez pareça loucura imaginar que alguém seja capaz de escutar a voz de Deus, mas, pense comigo, se Deus realmente existe - e eu creio na eterna existência d'Ele -, é natural que se comunique, certo? Pois o homem se comunica, os animais se comunicam e até mesmo a natureza mais rudimentar se comunica. Então, por que somente nós devemos falar no momento da oração? Assim, afirmo que Deus fala, e que nós apenas precisamos aprender a ouvir Sua voz.

Estou concluindo a leitura de A Última Música, de Nicholas Sparks. Esse, embora triste, é um livro muito bonito, que nos ensina a observar melhor as coisas, as pessoas, as situações, e a dar valor ao que merece valor. Mas, você pode estar se perguntando: "O que isso tem a ver com ouvir a voz de Deus?" Explico. É que três personagens dessa história - Pr. Harris, Steve e Ronie - falam sobre ouvir a voz de Deus. Contudo, somente um deles diz ouvi-la: o Pr. Harris. Ah, claro que um pastor diria isso, você pensa. Eu rebato dizendo que não. O Pr. Harris ouve a voz de Deus, porque ele tem sensibilidade para isso. Então, se a questão toda é ter sensibilidade espiritual, como fazer isso? 

Lembra-se do início dessa postagem? Eu comecei pedindo perdão pelas minhas faltas, cantando louvores, adorando e falando livremente com Deus, comunicando meus desejos, revelando minhas necessidades; me tornando sensível à voz do Seu Espírito, que fala comigo através do meu espírito. Ah, agora complicou!, você torna a pensar, Como é que eu posso ouvir o meu próprio espírito? Ora, o espírito humano é, simplesmente, o nosso eu interior. Na prática, sabe quando você passa por uma avenida movimentada e tem uma pessoa sentada, toda suja e mal vestida, no chão? Você sente uma vontade incrível de parar, comprar um prato de comida pra ela, entregá-lo e perguntar se ela precisa de mais alguma coisa, mas está com pressa e não pode parar. Além do mais, e se tal pessoa for perigosa e tentar te assaltar? Nesse momento, você está ouvindo o seu eu interior.

Consideremos aqui esses dois tipos de pensamentos: o de ajudar (lado espiritual) e o de não ajudar por pressa ou medo (lado natural). Ambos surgem no seu eu, mas perceba as diferenças entre eles. Como bem sabemos que a essência de Deus é o Amor, o primeiro pensamento, o de exercer caridade, pode muito bem ser a voz dEle falando em seu interior. Assim como quando alguém nos corrige - seja pai, mãe, amigo (a), namorado (a), cônjuge... - e a gente responde com grosseria, logo em seguida sentimos vontade de pedir perdão. Ei, esta também pode ser a voz de Deus falando aos nossos corações. Por essa razão eu disse que é preciso ter sensibilidade para ouvi-la, porque nós vivemos num mundo altamente palpável, e isso nos distrai daquilo que não o é. Ficamos mais atentos ao plano material e nutrimos muitos medos - de assalto, de admitir que estávamos errados, de mudar, de ser ridicularizados, traídos, caluniados; Jesus não temeu nada disso!

Quer ouvir a voz de Deus em seu interior? Quando tais coisas lhe vierem ao pensamento, quando arderem forte em seu coração, comece a fazê-las. E não fica apenas em doar coisas palpáveis, mas também em orar e telefonar para alguém que pareça distante ou triste, em receber e visitar pessoas que estejam precisando de atenção, em dizer "eu te amo" ou dar um simples abraço.

Sobre A Última Música, eu penso que Pr. Harris sabe ouvir a voz de Deus, que Steve sempre a ouviu, mas ainda não se deu conta disso, e que Ronie, mesmo sem notar, já começou a ouvi-la. Eu, particularmente, tenho me esforçando. 

Ouça-a você também!


*****

Dedico essa postagem especialmente a Paloma Viricio (Jornalismo na Alma), essa pessoa doce que é tão ligada nas questões da alma.  

15 comentários:

  1. Alice Aguiar disse...:

    adoro esse louvo que vc colocou em vídeo :)

  1. Lucas disse...:

    Muito bonito, Isie. Lindo texto!

    Lucas / Era uma vez
    livosecontos.blogspot.com

  1. Alana Homrich disse...:

    Que postagem interessante e diferente, gostei!
    A última música realmente é um livro bem bonito, e passa algumas mensagens muito importantes.
    Beijos,
    alanahomrich.blogspot.com.br

  1. Amanda Cristina disse...:

    Oi Isie! Adorei seu texto. Às vezes precisamos buscar Deus no nosso interior e pedimos perdão e agradecermos por ainda estarmos aqui. Acho lindo quem tem uma fé tão forte quanto a que você mostrou ter!
    Já li o livro A Última Música e, mesmo sendo de outra religião, ele me tocou muito. É realmente uma história maravilhosa, que nos faz refletir inúmeras vezes!

    Beijinhos!

  1. The Lazy Girls disse...:

    Oi Isie...
    Quanto tempo que eu não passava por aqui...
    Saudades =)
    Amei como sempre de tudo no blog *_*
    Obg pela visita lá no blog!
    Tem caixinha de pandora lá...
    Se vc quiser ir lá dar uma passadinha e
    deixar um comentário eu ficaria muito feliz =)
    -Fallen In Me
    -Rê

  1. Flávia Penido disse...:

    Nao consegui ver o video pq to no serviço, e aqui nenhum video abre, nem o site do proprio youtube.
    Vou confessar que nao sou muito ligada as questoes espirituais, nao sou de rezar, mas acredito em algo maior do que a gente, que cuida de nós e sempre ajuda a quem quer ser ajudado.
    Adorei o texto e realmente faz com que a gente reflita.

    Bjos

    Flavia

  1. Paloma Viricio disse...:

    Olá Isie! Muito obrigada pela dedicatória na postagem. Fiquei emocionada...obrigada de coração. Realmente é lindo quando sabemos ouvir a voz de Deus se comunicando conosco. Deus está nas vertentes mais simples e bonitas da vida,não é verdade? E realmente todos podemos ouvir a voz de Deus, afinal somos filhos dele... Alguns acreditam que não houvem, mas como você disse... não notam. Quero muito ler esse livro do Sparks, até já solicitei á Novo Conceito...esperando chegar. Vi o filme, mas sabe como as adaptações são muito fracas,né? Quero ler e me emocionar como você também está se emocionando!^^
    Beijinhos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma.

  1. RUDYNALVA disse...:

    Isie!
    Nossa! Realmente temos de repensar algumas atitudes após ler seu texto e que comparativo interessante com o livro do Nicholas Sparks. Em tudo podemos sentir inspiração, parabéns!
    A Paloma realmente mereceu essa homenagem.

    Ah! Que alegria receber sua visita no blog. Agradeço de todo coração e espero que volte sempre que desejar! Obrigada!
    Espero que sua semana seja iluminada e que o sucesso acompanhe seus dias!
    Blogueiras Unidas 1275!
    Luz , paz e amor no coração!
    Cheirinhos
    Rudy
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

  1. Angela Graziela disse...:

    Não conhecia essa musica, mas é muito linda
    E a mensagem também

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

  1. Guilherme disse...:

    Que texto lindo Isie, realmente tenho muita vontade de ouvir a voz de Deus vou procurar ter mais sensibilidade ^^

    Beijos.
    Guilherme.
    http://umcompulsivoleitor.blogspot.com.br

  1. TB disse...:

    Gostei bastante do texto, tocante.
    Beijo,
    Nic

  1. Muito bonita a música, adorei o texto.. ah, adoro a Paloma e o blog dela, tudo lindo! rs *-* Ótima semana <3 beijos

    Novidade: Fã Page do blog, venha CURTIR: http://www.facebook.com/pages/Blog-Del%C3%ADrio-Fashion/579696718716385

  1. J. A. Santos disse...:

    Você devia escrever um livrinho com textos assim viu, adorei. Só não assisti o video, minha net aqui tá super lenta, mas gostei do texto.Tem post novo lá no blog passa lá. Esperando a sua visita.

  1. Elder Ferreira disse...:

    Não sou adepto de religiões ou crenças, desde sempre fiquei naquele estado de não necessidade de crenças, etc.

    Entretanto, seu texto é muito bonito e sua fé é muito tocante (e sua escrita é ótima haha).

    Já quero ler teu livro.

    Beijão.

  1. Leandro de Lira disse...:

    Oi Isie!
    Já li "A Última Música" e acho um livro muito bonito também. Entendi a mensagem que você quis passar. Não sou religioso, mas acredito em Deus e acredito ainda mais que ele está sempre presente em nossas vidas. Basta estar de braços abertos para recebê-lo.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

Postar um comentário

A sua participação é muito importante. Comente!