[Prosa Poética] Cotidiano de Solidão

terça-feira, 12 de abril de 2011


Conforme mencionei ontem, escrevi um texto que descreve um pouco das emoções de uma pessoa presa a um cotidiano de solidão - solidão por excesso de trabalho, por falta de tempo para si, ou mesmo, por um problema emocional causado por diversos fatores diários cumulativos. Mais que proporcionar uma boa leitura, desejo a todos que por aqui passarem muita paz e fé em Deus. Como sempre diz João Alberto Silva (@jnatureza): Paz e Bem com Cristo!


Cotidiano de Solidão




     Três gotas salgadas escorreram de só uma vez... O mundo não mais parecia que um chão. Como ficar num lugar assim? Pessoas passando apressadamente, quase como se não tivessem rumo. E os dias? Eles não tinham nenhum sentido? Haveria motivo ou tudo estaria camuflado, invisível, feito incógnita? Como os outros, também não sabia responder. Apenas cumpria os passos, um robô humanizado, ou seria o contrário? Pessoas são máquinas? Há quem pense que sim, mas, afinal de contas, máquinas sentem dores? Se não, então, por que elas apareciam? Ninguém sabia explicar. 


     Cinco comprimidos: dois pela manhã, um à tarde e outros dois à noite. Seria um desafio continuar. Agora, mais do que nunca, precisaria aprender a fingir... Respirar fundo, mexer os músculos da face como num ritual, dizer próximo e muito obrigado, volte sempre, talvez.


3 comentários:

  1. RafaelaBarbosa disse...:

    As pessoas correm tanto, vivem apressadas, dão mais prioridade ao trabalho do que à família, aos amigos... E na minha opinião, sim, há um motivo e ele é que está camuflado. O sistema faz as pessoas agirem como robôs sem que elas sequer percebam. Bom texto, Dai. E eu amei essa foto.
    Beijo!

  1. Isie Fernandes disse...:

    Ah, Rafa, acho que a inspiração veio dos seus textos, inclusive pra escolha da imagem. =) Eu o escrevi bem rapidinho, menos de cinco minutos, após falar ao telefone com uma pessoa. A gente precisa entender que tudo na vida tem limite, né? Infelizmente, às vezes, somos tão envolvidos, que nem percebemos o quanto estamos nos prejudicando. É preciso ter equilíbrio pra não cair nas ciladas e alienações impostas pelo sistema.

    Beijos!

  1. @Francisquices disse...:

    É,hoje em dia é dificil entrar pessoas que param pra conversa, que passar por você da um bom dia, boa tarde ou qualquer coisa que seja... Estamos robotizados no nosso dia-a-dia... Estamos andando com a cabeça sempre erguida mais sem olhar pro lado... Acho um erro levar a vida assim... E no fim do dia ficar em casa sentados...

    Também as noticas que saem hoje em dia são sempre triste, acontecimentos que deixa a sociedade em estado de horror.


    Não sai mais as pequenas noticas de coisas simples que deixa o nosso dia mais iluminado...


    E o nosso tempo, não temos muito... Estamos esgotados com o trabalho, os deveres de casa, com as nossas ambições...


    Ai a gente se esquece de viver... O hoje com amor.


    Adorei o seu blog.


    ^^

Postar um comentário

A sua participação é muito importante. Comente!